BCS Meta Man: Mais conexões em menos tempo

Com as pesquisas e estudos que andei fazendo sobre o BCS, acabei encontrando algumas ferramentas, dicas, sites etc que tratam o assunto, e então decidi baixar e brincar um pouco neste último mês com o BCS Meta Man, para que eu pudesse conhecer e entender as suas possibilidades. Pensei que seria interessante para complementar a publicação anterior. Assim sendo, a seguir compartilho minha opinião e deixo o espaço aberto para quem quiser compartilhar suas percepções, opiniões e conclusões a respeito do BCS Meta Man.

O BCS Meta Man é uma ferramenta que gera o código fonte necessário para conectar-se a várias fontes de dados diferentes, destinado aos desenvolvedores SharePoint 2010 que necessitem utilizar o BCS – Business Connectivity Services.

Algumas vantagens que considero são a facilidade de uso, e consequentemente a diminuição drástica do tempo para criação de um código fonte para conexão com uma fonte externa, se compararmos com o mesmo processo efetuado manualmente (escrevendo-se o código linha a linha). Outro recurso interessantíssimo é a capacidade de criação de “mashups” complexos utilizando-se o BCS Meta Man.

Como já mencionei em vários posts – você também pode conferir no meu perfil aqui ou no Linked In – meu perfil não é de desenvolvedor, sendo assim, minha percepção a respeito da ferramenta foi excelente, pois, tenho dificuldade em criar o código manualmente. Caso você seja desenvolvedor e já tenha utilizado o produto, deixe seu comentário aqui no post também.

Você encontra tudo que precisa saber a respeito do produto neste site http://www.lightningtools.com/bcs/bcs-meta-man.aspx
Existe uma versão Trial, mas o produto é licenciado para uso. O preço divulgado é de US$ 1200,00 por instalação.

Por enquanto é isso.
Grande abraço!
Antonio Ricardo Goncalves

Anúncios

SharePoint 2010: BCS – Business Connectivity Services

Hoje decidi abordar algo bem específico no SharePoint 2010, que é o BCS – Business Connectivity Services, pois, tenho percebido que muita gente ainda acredita que o SharePoint é uma solução que tem pouca integração, ou ainda, muitos mantém a ideia que o SharePoint 2010 fica apenas no mundo da colaboração. Vamos lá…

Cada vez mais as empresas estão adotando modelos complexos de soluções tecnológicas (seja Tecnologia da Informação, Tecnologia Operacional entre outras), criando ambientes híbridos, ou seja, múltiplas soluções de diferentes fornecedores e em diferentes plataformas.

Considerando este cenário híbrido em relação aos seus ambientes, existe um ponto crítico a ser avaliado e muito bem desenvolvido, que é a INTEGRAÇÃO destes sistemas e de seus respectivos dados e/ou informações e é justamente neste ponto (a integração) que entra em ação o BCS – Business Connectivity Services no SharePoint 2010.

Mas o que é o BCS?(Até agora não falei… :-S)
BCS – Business Connectivity Services é (resumidamente) um conjunto de soluções, que fazem parte do SharePoint 2010, que facilitam a integração de dados entre o SharePoint e as demais soluções que você já possui. Com o BCS um desenvolvedor de sistemas – que tenha conhecimento em .NET e SharePoint, por exemplo – é capaz de fazer integrações (troca de dados bidirecional) com SAP, Soluções e Bancos de Dados Oracle e vários outros sistemas disponíveis no mercado. No meu ponto de vista, o BCS é uma forma de expandir suas soluções de forma infinita, integrando recursos de colaboração, computação social, business intelligence entre outros recursos em qualquer sistema que você já possua ou deseja utilizar.
(Lembrando que esta minha abordagem é do ponto de vista da arquitetura e não estou entrando em nenhum detalhe técnico, pois, meu foco aqui neste blog é sempre produzir textos que possam ser entendidos por todos os públicos.)

Caso você tenha interesse em conhecer detalhes técnicos do BCS, existem publicações específicas (livros técnicos) e também muitos recursos na Internet, como o MSDN, as Comunidades Técnicas Microsoft entre outras fontes de aprendizagem.

Baixe o Poster do BCS no site de Downloads da Microsoft em http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=2847

Abaixo, um exemplo da arquitetura do BCS. 

SharePoint: Aplicativo ou Plataforma? Resposta: Ambos

Na minha opinião, o que torna o SharePoint 2010 muito interessante é a questão apresentada no título deste artigo, ou seja, ser uma solução com abrangência e possibilidades imensas.

Vou explicar a seguir minha visão sobre o que considero Aplicação SharePoint e Plataforma SharePoint.

1. Aplicação SharePoint: Desta perspectiva, o SharePoint lhe oferece soluções de colaboração prontas para usar, ou seja, você pode instalar o SharePoint 2010 e já configurar para que seja seu site de intranet com todos os recursos de colaboração e computação social que já vem desenvolvidos pela Microsoft. Como exemplo temos os sites de equipes, perfis pessoais para uma rede social, bibliotecas etc.

2. Plataforma SharePoint: Pensando nesta segunda perspectiva, é possível – principalmente através do .NET – desenvolver diversos tipos de soluções utilizando várias combinações da Plataforma SharePoint 2010 com recursos .NET, IIS 7.5, Armazenamento de dados distribuidos e inúmeros recursos que podem ser agregados de acordo com seus requisitos de negócio. Como exemplo, temos sistemas auxiliares na tomada de decisões, que podem, através de dados extraídos em um determinado processo de produção, fornecer informações para que sejam tomadas decisões estratégicas na produção de um produto. Tais informações podem ser apresentadas de inúmeras formas, como gráficos e podem ser acessadas em qualquer local ou dispositivo, já que estamos tratando de um ambiente web. Também podemos utilizar os mesmos dados, para que o próprio sistema determine quais caminhos tomar e apenas informar os profissionais envolvidos no proceso.

Resumidamente podemos definir o SharePoint 2010 como uma solução imensamente flexível e aplicável em qualquer tamanho de empresa e/ou segmento de negócio  e que é possível se expandir ou contrair de acordo com a necessidade da empresa.

Um grande abraço!
Antonio Ricardo Gonçalves

Colaboração + Enterprise 2.0 + Computação Social + ∞ = SharePoint

Olá amigos!

Quem acompanha meu Blog, deve ter percebido que sempre pesquiso várias soluções de  fornecedores  diferentes. E pretendo continuar nesta linha, porém, vou dedicar minhas próximas publicações aos assuntos relacionados ao SharePoint 2010 e suas possibilidades de soluções e arquiteturas.

Decidi dedicar-me ao SharePoint em alguns de meus artigos, pois, possuo muita experiência com soluções da Microsoft, principalmente em Active Directory, ambientes Web e, claro, com o SharePoint. Desta maneira, creio que posso contribuir muito no auxílio em tomada de decisões por empresas e também com a troca de conhecimento com a Comunidade Microsoft.

O que fez direcionar meu foco às publicações sobre SharePoint foi principalmente uma questão que venho pesquisando nos últimos meses: Maturidade da solução,  ou, em outras palavras, o SharePoint é o produto que apresenta maior confiabilidade, pois, é pioneiro no segmento – a Microsoft trabalha no produto a praticamente 20 anos – e possui uma comunidade técnica muito competente, suporte técnico de alto nível fornecido pela Microsoft no mundo todo, além de vários outros detalhes como várias opções interessantes com ‘custo x benefício’ atraente que vou abordar nas próximas publicações.

Por enquanto é isto! Quem quiser sugerir algum tema para publicação ou discussão, fique a vontade para participar.

Um grande abraço!
Antonio Ricardo Gonçalves

Pastas públicas do Exchange podem e devem ser transferidas para o SharePoint 2010

Se você utiliza o Exchange Server como servidor de correio eletrônico, é muito provável que utilize o recurso de pastas públicas como ferramenta de colaboração e compartilhamento de informações. Neste caso, uma boa estratégia para melhorar a colaboração é transferir esta função para o SharePoint 2010, pois, além de ser visualmente mais intuitivo trabalhar com a interface do SharePoint 2010, é possível integrar as informações antes armazenadas no Exchange, com outras aplicações web e também ter a facilidade de encontrar informações de maneira mais simples.

Como o SharePoint é um produto com foco na colaboração e computação social, as informações que anteriormente ficavam na interface do correio eletrônico passam a ser mais amigáveis para o usuário, principalmente na busca de informações – conforme citei no final do parágrafo acima – devido ao SharePoint ser capaz de organizar as informações e buscá-las de maneira muito mais satisfatória, através de seu mecanismo de busca, do que buscar informações que estão na estrutura de pastas compartilhadas do Exchange.

Além do que mencionei acima, existe a possibilidade de publicar no SharePoint 2010 – através do recurso de webparts – Calendários, Contatos e a Caixa de Entrada do Exchange 2010 na interface web do SharePoint. Vou abordar estas integrações nos próximos artigos.

Um grande abraço!
Antonio Ricardo Gonçalves

CIO USA:Um guia com “quase” tudo sobre SharePoint!

Se você está pensando em adotar o SharePoint como plataforma de colaboração ou mesmo em outras dezenas de possibilidade onde ele se encaixa perfeitamente, como intranets, extranets, sites corporativos e assim por diante, acesse o link a seguir e confira uma série especial publicada na revista americana CIO.

O conteúdo foi muito bem elaborado, contendo desde os fundamentos, passando pelos vários tipos de utilização do produto e também auxiliando na análise de custos das licenças e da manutenção da plataforma.

Eis aqui – conforme o título publicado pela CIO Magazine – a “bíblia do sharepoint”:
http://www.cio.com/article/588465/SharePoint_Bible_Your_Complete_Guide_to_Microsoft_s_Collaboration_Software

Boa leitura e um grande abraço!
Antonio Ricardo Gonçalves