Colaboração: O ponto forte das Redes Sociais

“O que mata um jardim não é o abandono. O que mata um jardim é esse olhar de quem por ele passa indiferente.”
Mário Quintana

Grande parte das pessoas que participam das redes sociais – principalmente nos primeiros contatos com alguma destas redes – sentem-se num mundo cheio de novas possibilidades, pois, podem reencontrar velhos amigos, manter contato com as pessoas de seu bairro ou ainda conhecer gente que tenha interesses em comum como colecionadores, esportistas, entre outras possibilidades, porém, depois de algum tempo, muitos tem a sensação – que é real – de estarem no meio de um grande vazio (de conteúdo, ideias etc), pois, apesar se estarem em contato ou fazerem parte de um grupo com interesses em comum, falta um grande fator, que é a questão da colaboração.

É muito comum visitarmos tais grupos, onde muitas pessoas estão “participando”, mas efetivamente não há nenhum conteúdo sendo divulgado ou discutido. “Ora pois”, se as pessoas possuem interesses comuns, porque não há interesse em trocar informações sobre tal assunto? Talvez apenas pelo “instinto gregário”? Pela sensação de inclusão social? Talvez…

Creio eu que, se você realmente quer obter algum tipo de benefício participando das redes sociais, seja colaborativo, expresse sua opinião, saiba respeitar as diversas opiniões, sendo um bom ouvinte (ou leitor), e mais ainda, contribua com suas ideias, pontos de vista, sem medo. Que tal trocar os cliques nos botões de “positivo” por palavras? Você concorda com algo? Então expresse suas opiniões.

Comece a pensar como um Colaborador e deixe a era de Espectador (ou telespectador) para trás. Se você utilizar um tipo de mídia como as sociais e seu comportamento não estiver de acordo, estará perdendo seu tempo… Nesta era, estamos tomando um novo rumo, onde só escutar (ou ler) não é mais a realidade. Você é capaz de opinar neste artigo… Basta escrever aí no espaço designado para tal. Então vá em frente, faça sua opinião ser percebida pelos demais, participe!!!

Um grande abraço!
Antonio Ricardo Gonçalves

Todos Gostamos de Republicar (via WordPress.com em Português)

Será que o Twitter vai ser engolido pelos outros serviços??? Aqui já tem como “retwittar”!!!
Só espero que não limitem o número de caracteres dos meus POSTs!!! Isso NÃÃÃÃOOO!!!

Todos Gostamos de Republicar Já lhe aconteceu gostar tanto de um post noutro blog que deseja partilhá-lo com os leitores do seu próprio blog? De certeza que copia e cola o link ou talvez só parte do texto, acrescentando os seus próprios comentários, mas sabemos que não é uma experiência confortável. Quisemos mudar a maneira com que outros posts são partilhados com os seus leitores, para facilitar a criação de um novo post no seu blog. Hoje apresentamos a opção “Gosto” e “Rep … Read More

via WordPress.com em Português

Aparelho de TV com rede social está a caminho

Depois de se firmar nas telas de computadores e smartphones, o próximo passo do Google pode ser rumo às televisões. Segundo matéria pulicada pelo jornal The New York Times, a empresa se uniu à Intel e à Sony para desenvolver uma nova classe de televisores equipados com internet, o Google TV.

A ideia é tornar mais rica a experiência de navegar na internet pela televisão, incorporando diversos aplicativos da web aos televisores. Hoje já existem TVs com conexão à internet, mas a navegação ainda é limitada.

De acordo com o NYT, a televisão utiliza Android, sistema operacional desenvolvido pelo Google para smartphones. Já a parte de hardware contará com microprocessadores da Intel, e a Sony, como se pode imaginar, entrará na parceria com os televisores.

Outra empresa que pode participar do desenvolvimento do Google TV é a Logitech, que ficaria responsável pela criação do controle remoto e de outros periféricos. A novidade seria um pequeno teclado para controlar o aparelho.

Redes sociais

O objetivo do projeto é criar um novo padrão na maneira de ver TV. O espectador poderia, por exemplo, buscar informações na internet enquanto vê um programa.

Um dos grandes trunfos do Google TV, porém, é a incorporação de aplicativos da web aos televisores. Entre os aplicativos estão redes sociais, como Twitter, Facebook e Orkut, e sites de fotos, como o Picasa.

Outra possibilidade é montar a própria programação a partir de vídeos do YouTube. Além disso, será possível fazer compras e downloads.

Nenhuma das três empresas confirmou a novidade, mas o projeto está sendo desenvolvido há alguns meses, segundo o NYT. A expectativa é de que o Google faça o anúncio oficial durante uma conferência em maio.

Fontes: Jornal Destak SP e NY Times

Um abraço,
Antonio Ricardo Gonçalves

Computerworld: Outlook ganha integração com o MySpace

Com nova ferramenta, usuários recebem atualizações de amigos da rede social no cliente de e-mails.

Leia a matéria completa no Computerworld clicando aqui: http://idgnow.uol.com.br/internet/2010/03/11/outlook-ganha-integracao-com-o-myspace/

Um abraço!
Antonio Ricardo Gonçalves

Redes sociais: As novas Cataratas do Niagara???

Bom… Com este título, você deve estar pensando que fiquei maluco. Talvez, por enquanto, esteja apenas a caminho, mas, vamos lá… 

                Pensei no título acima após refletir a respeito do exagero que existe por parte de muitos no sentido de utilizar as redes sociais apenas como instrumento de marketing, seja no âmbito dos negócios ou mesmo para trabalhar seu marketing pessoal. Acredito que este comportamento seja até natural, pois, desde os primórdios o homem tem feito muita coisa para aparecer, como descer as Cataratas do Niágara num barril para obter fama, submeter-se a reality shows que mais parecem um circo de horrores e mais recentemente tomando atitudes nas redes sociais que vem chamando a atenção como, famosos – ou desconhecidos – oferecendo “prêmios” para seus seguidores, ou ainda aqueles que passam o dia “twittando” e esquecem de produzir algum conteúdo interessante, apenas com o duvidoso objetivo de estar em evidência.

                 A idéia hoje é chamar atenção para o potencial que as redes sociais têm para agregar valor e conhecimento a todos nós, e temos ótimos exemplos como o LinkedIn, PatientsLikeMe, Banco de Saúde e outras muitas redes sociais segmentadas ou grupos de discussão, onde realmente é possível obter conteúdo de qualidade, com objetivos claros que não sejam a publicação de um monte de bobagens apenas para divulgar um produto / empresa ou pessoa “sem conteúdo”. Ressalto a importância da análise destas redes de maneira abrangente, visualizando o potencial para produzir algo satisfatório como uma base de conhecimento para sua empresa ou ainda para a manutenção da memória institucional desta.

                 Para finalizar a idéia, minha sugestão, para os que têm algum interesse no assunto, é esquecer os modismos – atualmente as redes sociais estão excessivamente relacionadas ao marketing – e pensar em meios de utilizar as redes sociais de forma produtiva, trazendo algum ganho intelectual, social ou institucional que vá além dessa moda “marqueteira”. Considero o marketing fundamental, porém devemos nos lembrar de utilizá-lo de maneira ética e inteligente. O mesmo pensamento aplica-se ao Twitter – o qual citei neste POST. Utilize-o com parcimônia e inteligência.

PS.: Uma pausa para descontração… Se você quiser conhecer um pouco mais a respeito das pessoas que desceram as cataras no barril (Se você assistiu ou assiste ao desenho animado do pica-pau já deve ter visto isto!) clique aqui ou procure pela história de Bobby Leach, um dos pioneiros da façanha (mais precisamente, o segundo maluco a fazer isto).

Exercite a Colaboração na Web!
Um grande abraço!
Antonio Ricardo Gonçalves

Proteja-se: Segurança em Redes Sociais

Minha sugestão para hoje é a leitura da Cartilha de Segurança em redes sociais: recomendações gerais, disponibilizada pelo Centro de Atendimento a Incidentes de Segurança (CAIS/RNP), onde é possível entender como prevenir – através de algumas configurações básicas –  que suas informações pessoais sejam tratadas de forma que não seja prejudiciais a você, como por exemplo, sendo alvo de spammers, bulling entre muitos outros tipos de ataques e golpes na Internet.

O documento explica funcionalidades das redes mais utilizadas pelos brasileiros como Orkut, Twitter e Facebook.

Boa leitura e
um abraço!
Antonio Ricardo Gonçalves