Colaboração nas empresas: Está sobrando infraestrutura!

Como um entusiasta e observador da Tecnologia da Informação, percebo que estamos em um período muito interessante para fazer nossas ideias avançarem em relação a soluções de TI, principalmente, em um setor que, aqui no Brasil, sofre pela falta de oferta de boas soluções.  Estou me referindo às comunicações, pois, apesar de cada vez mais a oferta de hardware fazer parte do dia-a-dia corporativo – como smartphones, tablets, ultrabooks e muito mais “brinquedinhos” – a oferta de serviços ainda é muito escassa, ou seja, tem muita gente que está “armado até os dentes” com hardware de última geração, mas com pouco ou quase nenhum conteúdo interessante quando pensamos em soluções de colaboração / comunicação para empresas.

No meu ponto de vista, unir forças dentro dos grandes “players” da tecnologia da informação é fundamental, pois, o que percebo no cotidiano é que muitas empresas – que consomem serviços e produtos de TIC – tem soluções de comunicação e colaboração desconexas, ou seja, muitas vezes, a empresa (cliente) já possui um base instalada com algum tipo de tecnologia ou solução que pode servir de ponto de apoio para a implementação de uma excelente ferramenta de colaboração, porém, por falta de ofertas claras por parte destes grandes “players”, tal empresa/cliente tropeça na implantação de soluções colaborativas – que podem unir desde o compartilhamento simples de arquivos, correio eletrônico até soluções mais robustas envolvendo comunicações unificadas com áudio e vídeo conferência – por não entender que sua infraestrutura atual pode servir de base para implementar ótimas soluções, investindo menos e obtendo resultados muito bons.

Resumindo e sendo bem objetivo: Muitas empresas têm lindos equipamentos em seus datacenters e em seus escritórios, servindo apenas de complemento a sua decoração, pois, estão sendo subutilizados.

Hoje quero deixar uma pergunta simples para você – que paga a conta das ligações telefônicas no final do mês, de todos os escritórios e/ou filiais da empresa – pensar: É necessário ter um aparelho telefônico e um ramal convencional em cada um dos postos de trabalho de seus colaboradores? Pense nisso… E pesquise!

Grande abraço e grandes ideias!!!
Antonio Ricardo Goncalves

Salesforce vai as compras novamente!

Desta vez a Salesforce foi às compras e está fortalecendo a colaboração em seus serviços online. No último dia 6 de janeiro de 2011 foi anunciada a compra da empresa DimDim pela Salesforce pelo valor de US$ 31 mi.

A DimDim desenvolveu uma plataforma de colaboração com recursos de mensagens, compartilhamento de telas, chat entre outras funcionalidades de colaboração, que chamaram a atenção de Salesforce, que até então não possuia um serviço com a mesma qualidade da DimDim para oferecer juntos com seus serviços em nuvem.

Se você se interessa pelos assuntos deste blog vale a pena passar pelos sites da Salesforce e da DimDim para entender na prática o que é tirar proveito dos conceitos da Web 2.0 e dos recursos de Colaboração pela Web. Você também irá perceber outro conceito que tenho abordado: Cloud Computing. A Salesforce está literalmente nas nuvens.

Salesforce: http://www.salesforce.com/
DimDim: http://www.dimdim.com/

Um grande abraço,
Antonio Ricardo Gonçalves

Microsoft libera a plataforma BPOS no Brasil

Esta semana, a Microsoft lançou oficialmente no Brasil o BPOS (Business Productivity Online Suite), seu conjunto de soluções de colaboração e mensageria, que contém as soluções Exchange Online, SharePoint Online, Office Live Meeting e Office Communications.

Clique no link  a seguir para assistir a apresentação: http://www.microsoft.com/online/pt-br/demo/demo.aspx

Para mais informações acesse  http://www.microsoft.com/online/business-productivity.mspx

Um abraço,
Antonio Ricardo Gonçalves

Aparelho de TV com rede social está a caminho

Depois de se firmar nas telas de computadores e smartphones, o próximo passo do Google pode ser rumo às televisões. Segundo matéria pulicada pelo jornal The New York Times, a empresa se uniu à Intel e à Sony para desenvolver uma nova classe de televisores equipados com internet, o Google TV.

A ideia é tornar mais rica a experiência de navegar na internet pela televisão, incorporando diversos aplicativos da web aos televisores. Hoje já existem TVs com conexão à internet, mas a navegação ainda é limitada.

De acordo com o NYT, a televisão utiliza Android, sistema operacional desenvolvido pelo Google para smartphones. Já a parte de hardware contará com microprocessadores da Intel, e a Sony, como se pode imaginar, entrará na parceria com os televisores.

Outra empresa que pode participar do desenvolvimento do Google TV é a Logitech, que ficaria responsável pela criação do controle remoto e de outros periféricos. A novidade seria um pequeno teclado para controlar o aparelho.

Redes sociais

O objetivo do projeto é criar um novo padrão na maneira de ver TV. O espectador poderia, por exemplo, buscar informações na internet enquanto vê um programa.

Um dos grandes trunfos do Google TV, porém, é a incorporação de aplicativos da web aos televisores. Entre os aplicativos estão redes sociais, como Twitter, Facebook e Orkut, e sites de fotos, como o Picasa.

Outra possibilidade é montar a própria programação a partir de vídeos do YouTube. Além disso, será possível fazer compras e downloads.

Nenhuma das três empresas confirmou a novidade, mas o projeto está sendo desenvolvido há alguns meses, segundo o NYT. A expectativa é de que o Google faça o anúncio oficial durante uma conferência em maio.

Fontes: Jornal Destak SP e NY Times

Um abraço,
Antonio Ricardo Gonçalves

Redes sociais corporativas e geração de idéias com alta qualidade

Existem vários estudos realizados nos Estados Unidos nos últimos anos com foco na relação redes socias corporativas X geração de idéias. De acordo com um destes estudos realizados pelo professor Ronald Burt, da Universidade de Chicago, foi concluído que através do trabalho em colaboração em redes sociais os resultados foram muito interessantes em ralação principalmente à INOVAÇÃO. A pluraridade de idéias, experiências e culturas contribuiu para a discussão e a melhores resultados, se compararmos com as mesmas atividades sendo realizadas sem o auxílio das redes sociais.

Para saber mais sobre o professor Ronald Burt, da Universidade de Chicago, basta buscar no Google, pois, ele possui muitos artigos e outras publicações a respeito do assunto.

Como referência e leitura complementar deste post, acesse o link a seguir (em inglês):
http://bhc3.wordpress.com/2009/04/29/what-enterprise-social-networks-do-well-produce-higher-quality-ideas/

Um grande abraço,
Antonio Ricardo Gonçalves

Comunicações Unificadas e Colaboração

Primeiro vamos entender um poquinho a respeito das Comunicações Unificadas (Em inglês é comum utilizar-se o termo UC (Unified Communications).

Comunicações Unificadas são um processo no qual todos os meios e dispositivos de comunicação e mídia estão integrados permitindo que os usuários se comuniquem em tempo real com qualquer pessoa em qualquer lugar.

O objetivo das Comunicações Unificadas é aprimorar os procedimentos de negócios e alavancar as comunicações humanas com a simplificação do processo.

Agora vamos a um breve exemplo:
Para exemplificar a questão podemos imaginar uma pessoa que utiliza um SmartPhone em seu dia-a-dia. Com apenas um pequeno aparelho é possível comunicar-se de várias maneiras, como em ligações de voz, vídeo e dados, além de IM (Mensagens Instantâneas) como MSN ou ainda navegar num site como este aqui, sendo possível ler BLOGs e também colaborar com POSTs ou comentários em outros BLOGs.

O mais interessante desta convergência e unificação é que a comunicação ocorre de maneira mais eficiente e eficaz de qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo, utilizando algum tipo de recurso disponível. Talvez você não consiga fazer uma ligação da China para o Brasil em um determinado momento onde necessita contatar alguém com urgência, mas caso tenha acesso ao envio de e-mails, por exemplo, é possível enviar uma mensagem de texto que será tratada de alguma maneira – até sendo convertida em voz – e entregue na caixa postal de um telefone convencional ou móvel.

Desta forma, percebemos que os assuntos Colaboração Online e Comunicações Unificadas estão totalmente alinhados e também sobrepostos em alguns conceitos.

Caso tenha interesse em conhecer um pouco mais sobre o assunto, procure por produtos da Cisco, Microsoft entre outros fornecedores. Existem materiais muito bons detalhando o funcionamento destas soluções de Comunicações Unificadas.