Pastas públicas do Exchange podem e devem ser transferidas para o SharePoint 2010

Se você utiliza o Exchange Server como servidor de correio eletrônico, é muito provável que utilize o recurso de pastas públicas como ferramenta de colaboração e compartilhamento de informações. Neste caso, uma boa estratégia para melhorar a colaboração é transferir esta função para o SharePoint 2010, pois, além de ser visualmente mais intuitivo trabalhar com a interface do SharePoint 2010, é possível integrar as informações antes armazenadas no Exchange, com outras aplicações web e também ter a facilidade de encontrar informações de maneira mais simples.

Como o SharePoint é um produto com foco na colaboração e computação social, as informações que anteriormente ficavam na interface do correio eletrônico passam a ser mais amigáveis para o usuário, principalmente na busca de informações – conforme citei no final do parágrafo acima – devido ao SharePoint ser capaz de organizar as informações e buscá-las de maneira muito mais satisfatória, através de seu mecanismo de busca, do que buscar informações que estão na estrutura de pastas compartilhadas do Exchange.

Além do que mencionei acima, existe a possibilidade de publicar no SharePoint 2010 – através do recurso de webparts – Calendários, Contatos e a Caixa de Entrada do Exchange 2010 na interface web do SharePoint. Vou abordar estas integrações nos próximos artigos.

Um grande abraço!
Antonio Ricardo Gonçalves

Anúncios

SharePoint no comando da colaboração

Continuando a série sobre Colaboração com SharePoint, vou abordar mais alguns pontos que considero um pouco confusos em relação a algumas funcionalidades.

No meu ponto de vista, existe certa dificuldade no entendimento do que é possível criar com o SharePoint, e esta visão destorcida pode ter sido criada a partir do ponto de vista errado de muitos profissionais que abordam o SharePoint como um gerenciador de arquivos com controle de versionamento, que pode substituir Servidores de Arquivos. Esta funcionalidade está disponível, porém não representa 0,1 % do que o SharePoint oferece.

Para facilitar o entendimento, devemos pensar no SharePoint como uma Plataforma para Desenvolvimento de Aplicações Web e que esta solução já vem com algumas aplicações desenvolvidas e prontas para uso, como é o caso da aplicação que permite o compartilhamento de arquivos, conforme citei acima, porém, você pode ir muito, mas muito mais além disto.

Com o SharePoint,você pode integrar vários tipos de sistemas, utilizando as características de computação social / colaboração com sistemas já existentes, sendo possível utilizar estas informações transportadas para o SharePoint de várias maneiras. Você pode ter seu sistema de Business Intelligence (B.I.) com as informações obtidas de outras fontes (Como citei no artigo anterior, você pode unir a Tecnologia da Informação com a Tecnologia Operacional).

Outra característica do SharePoint é a facilidade de integração com outros produtos da Microsoft. É possível, por exemplo, enviar e receber e-mails com o SharePoint integrado ao Exchange Server (Servidor de emails da Microsoft), o que facilita a entrega de um relatório para um parceiro de negócio ou uma área da empresa de forma automatizada. Também é possível integrar o SharePoint ao Office, sendo possível criar fluxos de trabalho, dos mais simples aos mais complexos. E podemos ir bem além…

Concluindo e resumindo estte artigo, o SharePoint é uma plataforma completa para desenvolvimento de soluções web, principalmente quando se necessita funcionalidades de colaboração ou computação social.

A série continua… 😀

Um grande abraço!
Antonio Ricardo Gonçalves