NY Times: Redes Sociais auxiliam pacientes com problemas crônicos de saúde

O New York Times publicou ontem (24/03/2010) uma matéria bem interessante a respeito da utilização de redes sociais segmentadas no auxílio a pacientes com doenças crônicas.

Já publiquei algo sobre este assunto anteriormente e a matéria complementa aspectos abordados e disponibiliza uma lista com redes sociais segmentadas com este objetivo (apoiar a saúde pública).

Acesse cliando AQUI ou no seguinte link:
http://www.nytimes.com/2010/03/25/technology/25disable.html?ref=technology BOA LEITURA !!!

Um abraço,
Antonio Ricardo Gonçalves

Fique saudável e em forma com auxílio das redes sociais segmentadas

Para exemplificar a teoria e os conceitos discutidos no blog, hoje, quero compartilhar duas redes sociais segmentadas na área de saúde.

A primeira é a PatientsLikeMe, onde é possível que pacientes com doenças – crônicas ou não – podem trocar informações com outros pacientes na mesma situação e também com médicos que participam da rede. Esta rede conta atualmente com aproximadamente 45.000 associados.

Outro bom exemplo – principalmente para quem quer entrar em forma – é a rede SparkPeople, onde é possível ter acesso a um conteúdo vasto sobre vida saudável e prática de exercícios. Também há conteúdo voltado para alimentação, reeducação alimentar, dietas etc. Além desta rede a empresa conta com algumas outras bem segmentadas como é o caso da Babyfit, direcionada para grávidas que desejam também uma vida saudável.

Vale muito a pena passar por algumas destas redes para entender como é possível desenvolver conteúdos que agregam valor a marcas e também aos usuários deste tipo de rede segmentada.

Um abraço,
Antonio Ricardo Gonçalves