The Social Network (A Rede Social) – O Filme

Uma pequena pausa para uma notícia de entretenimento.

Previsto para ser lançado em 15 de Outubro de 2010 nos EUA (No Brasil, em dezembro), o filme “The Social Network” conta a história dos fundadores do Facebook. O elenco conta com os atores Jesse Eisenberg, Rashida Jones, Andrew Garfield entre outros e também conta com a participação do cantor americano Justin Timberlake.

Para quem ainda acredita que as Redes Sociais são diversão de adolescente ou NERD, está aí uma boa oportunidade para perceber que muita gente GRAAANDE está se rendendo ao tema, inclusive Hollywood. Por falar nisso… Sua empresa possui alguma solução baseada na Web 2.0, Redes Sociais e Colaboração???!!!

Ficha técnica: The Social Network
Direção David Fincher
Produção Scott Rudin
Kevin Spacey
Michael DeLuca
Escrito por Aaron Sorkin
Estrelando Jesse Eisenberg
Justin Timberlake
Brenda Song
Andrew Garfield
Armie Hammer
Max Minghella
Rooney Mara
Dakota Johnson
Filmagem Jeff Cronenweth
Distribuição Columbia Pictures
Estréia (EUA) October 15, 2010
País Estados Unidos
Língua original Inglês
Orçamento $47 milhões

Site oficial do Filme “A Rede Social”:
http://www.sonypictures.com.br/Sony/HotSites/Br/aredesocial/ 

Aguarde a estréia e divirta-se!

Um abraço!
Antonio Ricardo Gonçalves

Proteja-se: Segurança em Redes Sociais

Minha sugestão para hoje é a leitura da Cartilha de Segurança em redes sociais: recomendações gerais, disponibilizada pelo Centro de Atendimento a Incidentes de Segurança (CAIS/RNP), onde é possível entender como prevenir – através de algumas configurações básicas –  que suas informações pessoais sejam tratadas de forma que não seja prejudiciais a você, como por exemplo, sendo alvo de spammers, bulling entre muitos outros tipos de ataques e golpes na Internet.

O documento explica funcionalidades das redes mais utilizadas pelos brasileiros como Orkut, Twitter e Facebook.

Boa leitura e
um abraço!
Antonio Ricardo Gonçalves

Redes sociais: sem estratégia, investida pode acabar mal

A matéria “Redes sociais: sem estratégia, investida pode acabar mal” foi publicada dia 08/01/2010 por Silvia Noara Paladino no site www.resellerweb.com.br. O conteúdo tem tudo haver com as publicações deste blog, então recomendo a leitura.

Acesse a matéria aqui http://www.resellerweb.com.br/noticias/index.asp?cod=64257

Um abraço!
Antonio Ricardo Gonçalves

Ciclo de vida da adoção da tecnologia e inovação

Hoje apresento uma breve abordagem a respeito do ciclo de vida na adoção da tecnologia e inovações. Como um dos objetivos deste blog é abordar inovação, vejamos como isso acontece segundo o modelo de Joe M. Bohlen, George M. Beal and Everett M. Rogers da Iowa State College (Este ciclo originalmente foi desenvolvido e testado com fazendeiros e tratava-se da adoção de padrões de sementes / milho). Após este modelo, surgiram outros, que são adaptações, porém, mantendo a base da teoria inicial.

De acordo com os autores (primeiro ciclo publicado e demais adaptações) o ciclo é dividido em 5 categorias / classes, conforme apresentadas a seguir (Vou utilizar os termos originais em inglês).

1) innovators: os primeiros indivíduos a adotarem a tecnologia. São pessoas que estão dispostas a correr riscos, na maioria jovens de classes socias privilegiadas, com conhecimentos / habilidades financeiras, acesso a recursos científicos e contato com outros inovadores.

2) early adopters: estes indivíduos são grandes formadores de opinião – comparando-os com as categorias a seguir -, além de terem características parecidas com a anterior (innovators) como a juventude, conhecimentos financeiros, ótimas condições sociais e financeira. Também possuem mais probabilidade e capacidade de ascender socialmente do que as categorias a seguir.

3) early majority: indivíduos um pouco mais conservadores, porém abertos a novas idéias. Normalmente demoram um tempo maior para adotar novas tecnologias comparando-os com os “early adopters”. Outras características são a ascenção social menor, conhecimentos / habilidades financeiros mais limitados e capacidade de formar opiniões também mais limitadas.

4) late majority: estes são indivíduos conservadores / céticos em relação as inovações e novas tecnologias e começam a utilizá-las após a maioria das outras pessoas já estarem em plena utilização das inovações. Geralmente pertencem a classes sociais menos privilegiadas, tem pouca habilidade financeira e quase nenhum poder de formação de opinião.

5) laggards: obviamente este são os últimos a aderirem as inovações tecnológicas. Geralmente são indivíduos com aversão a mudanças e inovações, com idade um pouco maior que os demais, além de pertencerem a classes sociais mais baixas e possuírem menor nível de educação e cultura.

     Tente fazer um exercício de autoconhecimento e analisar em qual categoria você mais se identifica. A partir desta percepção é possível saber, por exemplo, quanl é o melhor momento para que você – ou sua empresa – passe a adotar uma nova tecnologia. Lembre-se que estar nas primeiras categorias significa correr riscos – inclusive financeiro – e que você irá necessitar de profissionais bem qualificados para auxiliá-lo neste processo. Tente ficar atento também para não ficar totalmente para trás, com medo excessivo e imóvel em relação às novas tecnologias.

Boa sorte e
Um abraço!!!
Antonio Ricardo Gonçalves

Conceito e utilização do Microsoft SharePoint

Estive acompanhando as estatísticas do blog – através do painel do WordPress – e percebi que existe uma procura grande a respeito de assuntos relacionados ao Microsoft SharePoint. Recomendo aos interessados no assunto que acessem a nova série de publicações que estou redigindo, acessando minhas publicações mais recentes.
Exemplo http://wp.me/pHEPe-72 ou diretamente na Página Principal do meu BLOG antonioricardo.org.

Grande Abraço,
Antonio Ricardo Gonçalves

IDG Now: Redes sociais nas empresas, por Patricia Peck

Recomendo a leitura do artigo “Redes sociais nas empresas” publicado pela Dra. Patricia Peck no IDG Now.

Como advogada, tem uma visão muito interessante do ponto de vista legal da presença das empresas em redes sociais.

Sobre a autora:
A Dra. Patricia Peck Pinheiro é advogada especialista em Direito Digital, sócia fundadora da Patricia Peck Pinheiro Advogados, autora do livro “Direito Digital” 3ª. Edição e coautora do áudio livro “Direito Digital no dia-a-dia Tudo o que você deve ouvir sobre Direito Digital”, ambos publicados pela Editora Saraiva.

Redes sociais tupiniquins: Ótimas idéias contribuindo com a cultura nacional

               Começo 2010 com o objetivo de auxiliar na divulgação de iniciativas de brasileiros no desenvolvimento de redes sociais segmentadas. Hoje apresento duas redes que contribuem diretamente com a cultura e o conhecimento, fornecendo meios para que os interessados na leitura possam se encontrar e trocar idéias, experiência e,é claro, livros.

                Proporcionando o encontro de leitores de todos os cantos do país, as redes Skoob e O Livreiro são excelentes exemplos de iniciativas no mercado nacional. Os internautas cadastrados nestas redes contam com serviços como uma ESTANTE VIRTUAL, onde podem cadastrar seus livros de interesse, fornecendo suas opiniões pessoais – resenhas e notas  – e  disponibilizar tais informações aos demais cadastrados na rede. Também existem, nestas duas redes, vários outros recursos que considero vitais nas redes sociais, que são a troca de mensagens, a possibilidade de seguir e, por exemplo, saber o que os demais estão lendo naquele momento, entre outras funcionalidades.

                Gostaria de convidar a todos que conhecem iniciativas nacionais interessantes como esta a enviarem informações através deste blog para que possamos divulgar aqui.

Estes são os sites(Divirtam-se):

Skoob:  www.skoob.com.br
O Livreiro: www.olivreiro.com.br

Um EXCELENTE 2010,
com muita inovação e crescimento a todos!!!

Um abraço!
Antonio Ricardo Gonçalves