Gerenciamento de Redes Sociais com SharePoint

Conheça as possibilidades de gerenciamento de redes sociais utilizando o Microsoft Office SharePoint Server 2007. Acesse o White Paper a seguir no site da Microsoft.
http://technet.microsoft.com/en-us/library/cc262436(office.12).aspx

Um abraço,
Antonio Ricardo Gonçalves

Microsoft anuncia o Spindex: Seu “agregador” de redes sociais

Fonte: Computerworld USA
Microsoft adds Spindex to control social networking flood
Posted using ShareThis

O grupo de pesquisa da Microsoft FUSE Labs anunciou seu mais novo projeto – o agregador de redes sociais Spindex – durante a Web 2.0 Expo, evento realizado em São Francisco, nos EUA. No momento, o novo serviço que permite agregar dados e facilitar a publicação de informações em várias redes sociais está disponível para poucos, em versão beta fechada.

O Spindex promete agregar dados que não são normalmente encontrados em serviços similares como Seesmic ou TweetDeck, de acordo com a “Cnet”. Além de Facebook e Twitter, o novo serviço da Microsoft permite conectar e agrupar informações de ferramentas como RSS, o sistema de favoritos Evernote e até do buscador Bing, da própria Microsoft.

“Nós temos pensado por muito tempo sobre como podemos fazer o seu index pessoal”, disse a gerente geral do FUSE Labs, Lili Cheng, durante a apresentação do Spindex, ainda de acordo com a “Cnet”.

Para ter acesso ao Spindex, o usuário precisa ter um Windows Live ID.

Acesse o site oficial: http://fuse.microsoft.com/projects-spindex.html

Um abraço,
Antonio Ricardo Gonçalves

Microsoft libera a plataforma BPOS no Brasil

Esta semana, a Microsoft lançou oficialmente no Brasil o BPOS (Business Productivity Online Suite), seu conjunto de soluções de colaboração e mensageria, que contém as soluções Exchange Online, SharePoint Online, Office Live Meeting e Office Communications.

Clique no link  a seguir para assistir a apresentação: http://www.microsoft.com/online/pt-br/demo/demo.aspx

Para mais informações acesse  http://www.microsoft.com/online/business-productivity.mspx

Um abraço,
Antonio Ricardo Gonçalves

CIO USA:Um guia com “quase” tudo sobre SharePoint!

Se você está pensando em adotar o SharePoint como plataforma de colaboração ou mesmo em outras dezenas de possibilidade onde ele se encaixa perfeitamente, como intranets, extranets, sites corporativos e assim por diante, acesse o link a seguir e confira uma série especial publicada na revista americana CIO.

O conteúdo foi muito bem elaborado, contendo desde os fundamentos, passando pelos vários tipos de utilização do produto e também auxiliando na análise de custos das licenças e da manutenção da plataforma.

Eis aqui – conforme o título publicado pela CIO Magazine – a “bíblia do sharepoint”:
http://www.cio.com/article/588465/SharePoint_Bible_Your_Complete_Guide_to_Microsoft_s_Collaboration_Software

Boa leitura e um grande abraço!
Antonio Ricardo Gonçalves

CMS – Content Management Systems

Como abordado anteriormente no POST “Sistemas para Gerenciamento de Conteúdo“, este tipo de ferramenta é um dos pilares em sua estratégia de criação da solução de colaboração web. (Caso você não esteja familiariazado com o termo CMS, recomendo a visita ao POST anterior antes de continuar.)

 

Relembrando:
CMS: Content Management Systems ou, em português,
Sistemas para Gerenciamento de Conteúdo

Para auxiliar na tomada de decisões, oriento a utilização dos sites a seguir como instrumentos de auxílio nesta atividade.

CMS Watch: http://www.cmswatch.com– Site em inglês
Wikipedia: http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_content_management_systems

Aqui no blog, você também encontrará várias outras dicas, recomendações e opiniões a respeito de CMS que irão lhe ajudar a decidir e, caso necessite de mais algum apoio, contate-me através do blog ou e-mail.

Um grande abraço!
Antonio Ricardo Gonçalves

Conceito e utilização do Microsoft SharePoint

Estive acompanhando as estatísticas do blog – através do painel do WordPress – e percebi que existe uma procura grande a respeito de assuntos relacionados ao Microsoft SharePoint. Recomendo aos interessados no assunto que acessem a nova série de publicações que estou redigindo, acessando minhas publicações mais recentes.
Exemplo http://wp.me/pHEPe-72 ou diretamente na Página Principal do meu BLOG antonioricardo.org.

Grande Abraço,
Antonio Ricardo Gonçalves

Mantenha a “Memória Institucional” através da Colaboração na Web

Através da utilização do conceito de colaboração (na web 2.0) é possível manter a “memória institucional” de uma nova maneira. Tradicionalmente esta “memória institucional” era difundida e mantida através do contato direto de profissionais mais experientes com profissionais com menor experiência.

O que significam os termos Colaboração na Web e Memória Institucional?

Colaboração na Web (recapitulando): O termo colaboração na web, ou “Web collaboration” em inglês, refere-se a capacidade de compartilhar informações e conhecimentos de maneira organizada e gerenciada, através de regras e processos pré-definidos, em busca de um objetivo também pré-definido por uma entidade (Empresa, Pessoa, Grupo de Pessoas etc). Para que este(s) objetivo(s) sejam alcançados, são utilizados softwares próprios para este fim.

Memória Institucional: Conjunto de conhecimentos, experiências e partes da cultura de uma instituição mantidas por seus colaboradores, equipes etc. ao longo do tempo.

     Com a adoção de ferramentas de colaboração (web 2.0) este exercício de preservação da ideologia e memória institucionais das organizações passou a ser uma atividade não tão complexa, pois, utilizando-se de recursos como sites Wiki, Blogs entre outros, podemos compartilhar e armazenar ao longo do tempo – manter – informações relevantes para a cultura da empresa, que podem ser compostas, por exemplo, pela visão e missão, opiniões de seus fundadores / diretores, dentre inúmeros tipos de informações. Algo que, até poucos anos atrás era transmitido praticamente através apenas dos contatos pessoais / profissionais.

     Sendo assim… Pense no assunto… Renove sua forma de pensar… E de compartilhar seus conhecimentos!

Um abraço!
Antonio Ricardo Gonçalves

Sistemas para Gerenciamento de Conteúdo

Este POST aborda os sistemas para gerencimento de conteúdo de forma direta. Espero encorajar os leitores a adotarem uma solução de colaboração, mesmo que esta seja básica.

Que tal começar com um Blog de alguém que esteja disposto a compartilhar sua experiência dentro da empresa ou um Wiki direcionado a um departamento onde a troca de conhecimento e informações seja vital ao seu negócio???!!! 

      Vamos ao POST!!! —> 

       Para que seja possível colocar em prática os nossos conhecimentos sobre Redes Sociais Corporativas e Colaboração é necessário que um software seja escolhido, baseando-se em necessidades e critérios pré-estabelecidos pela empresa e patrocinadores do projeto.

      Esta escolha deve tomar como base questões do tipo:

– Tamanho da empresa;
– Abrangência do projeto (corporativo, departamental, etc.);
– Custo x benefício;
– Grau de dificuldade para implementar e manter a solução;
– Capacitação e necessidade de treinamento dos envolvidos (analistas de TI, autores, revisores, gestores de conteúdo).

     A partir da análise das questões acima (e mais algumas que sejam relevantes para seu projeto) você pode partir para a escolha da sua estratégia de aquisição da solução, que pode ser através de serviço ou aquisição de um produto (software).

             Existem inúmeras soluções para este fim. A seguir, apresento algumas com os respectivos links.

Soluções para Content Management Systems (CMS)
Sistemas para Gerenciamento de Conteúdo

Adobe – Adobe Contribute Publishing Server

Microsoft – SharePoint

IBM – Lotus Web Content Management

Joomla – Joomla

Drupal – Drupal

Google – Google Apps

Feliz 2010!!!
Antonio Ricardo Gonçalves

Colaboração + Grupos de Trabalho + Projetos = Resultados

     Alguns dos maiores beneficiados com as Redes Sociais Corporativas são os responsáveis por projetos, sejam eles coordenadores, gerentes ou patrocinadores.

     A partir de sistemas web desenvolvidos para tal finalidade, tornou-se possível gerenciar projetos de maneira mais eficiente e eficaz, através de soluções que disponibilizam controle de tarefas, custos, prazos, recursos humanos entre outras dezenas de possibilidades. É possível acompanhar qualquer um dos envolvidos em projetos, independentemente de localização geográfica, função (seja o envolvido, um gestor de departamento ou um técnico de um prestador de serviços).

     Utilizando como exemplo prático o Project Server / EPM 2007 da Microsoft, a partir do momento que um colaborador passa a ser um membro de um projeto, ele irá obter acesso a uma área (grupo de trabalho) onde ele poderá compartilhar (fornecendo e recebendo) informações, controlar as suas atividades, participar de conferências / reuniões on-line entre outros recursos. Algo bem interessante é a possibilidade deste colaborador ter acesso a um conjunto de informações de outros projetos que estão ocorrendo e aqueles que já foram finalizados, pois, desta forma ele poderá reutilizar processos, documentos e também conhecimentos previamente utilizados.

Área de Trabalho do EPM 2007

A seguir segue o link para quem deseja conhecer um pouco mais a respeito do EMP 2007. Trata-se de uma demonstração da solução:
http://www.microsoft.com/project/en/us/demo-enterprise-project-management.aspx

Um Abraço,
Antonio Ricardo Gonçalves

Colaboração, Aplicativos, Aplicações, Web 2.0…

     Com a absorção gradual do conceito WEB 2.0 (Sugiro este link para quem não conhece o termo Web 2.0: http://pt.wikipedia.org/wiki/Web_2.0) pelas empresas, cada vez mais a Colaboração é viabilizada em nosso dia-a-dia nas corporações.

     Através de produtos e soluções desenvolvidos pelos maiores fornecedores de TI como IBM, Microsoft, SAP, Oracle entre outras empresas, está cada dia mais simples a integração dos sistemas e departamentos de uma empresa, proporcionando que o conceito colaboração seja adotado e difundido.

     Para exemplificar a situação vamos imaginar uma intranet onde cada um dos colaboradores possua uma página pessoal (Podemos utilizar os produtos da linha SharePoint da Microsoft, WebSphere da IBM etc.) com suas informações pessoais, sejam estas informações confidenciais ou compartilhadas com outros colaboradores. Além desta intranet a empresa possui vários outros sistemas onde o usuário faz conexão para suas atividades diárias. (Acredito que neste ponto você já esteja torcendo o nariz e pensando… Lá vem mais um sistema para eu me conectar e mais senhas para decorar..! Não desanime, pois, é exatamente o contrário!)

     Com o cenário acima em mente, podemos, ao invés de fornecer mais um usuário e senha para outro sistema, partirmos na direção inversa, ou seja, iniciarmos um trabalho de convergência das aplicações e suas respectivas autenticações (usuário e senha).

     Um ótimo exemplo prático para aplicarmos na situação acima é a consulta ao demonstrativo de pagamento (contracheque) onde, ao invés da necessidade de conexão ao sistema do RH para consultar seu extrato, é possível que, por meio da integração dos sistemas utilizando-se o conceito de Web 2.0, sua consulta esteja disponível diretamente no seu espaço pessoal na intranet, sem a necessidade de efetuar “logon” em diferentes sistemas, com diferentes usuários e senhas.

     O exemplo acima tem o objetivo de demonstrar a relação entre a Web 2.0 e a Colaboração, pois, através de novos meios e sistemas desenvolvidos na Web 2.0, a colaboração nas empresas passou a ser uma realidade e não apenas teoria.

COLABORE COM O BLOG E PARTICIPE DA PESQUISA ABAIXO:

Grande abraço e
Um Feliz 2010!!!
Antonio Ricardo Gonçalves