Criando sua própria Rede Social (Corporativa)

     Com a evolução do conceito de redes sociais corporativas – principalmente nos dois últimos anos – vários produtos e serviços vem sendo oferecidos ao mercado com a relação custo x benefício mais atraente, principalmente ao mercado de pequenas e médias empresas.

     Um bom exemplo é a empresa Jive Software (http://www.jivesoftware.com/about), especializada em soluções em colaboração e redes sociais, que atende desde pequenas/médias empresas até grandes corporações, como a Nike, SAP, Intel entre outras. Seus produtos são projetados de forma que possam crescer de acordo a demanda e também integram-se com soluções de redes sociais internas e/ou externas, facilitando a implementação e o gerenciamento de suas soluções.

     Recomendo a visita ao site da empresa http://www.jivesoftware.com , pois, existem muitas informações interessantes a respeito do tema Redes Sociais Corporativas, o que pode auxiliar aos que procuram soluções deste tipo a esclarecerem suas dúvidas.

     Existem vários outros fornecedores deste tipo de solução. Escolhi este, pois, acredito ser um dos mais inovadores, com mais expressão no mercado no segundo semestre de 2009 e possuir clientes de peso no mercado corporativo mundial. Existem algumas análises a respeito da Jive (uma delas executada pelo Gartner) na página a seguir http://www.jivesoftware.com/news/analyst-coverage.

Um abraço,
Antonio Ricardo Gonçalves

Colaboração e a TV Digital no Brasil

     Às vésperas da chegada dos aparelhos que irão permitir a interatividade entre as emissoras de TV Digital e seus respectivos telespectadores podemos perceber mais um segmento com imenso potencial de colaboração ainda totalmente inexplorado.

     Provavelmente esta primeira experiência de interatividade será um pouco frustrante para os telespectadores, pois, pelo que tenho pesquisado a respeito, estas transmissões iniciais com recursos de interatividade serão limitadas a consulta de sinopses de filmes e novelas e alguns outros tipos de informações como classificação de campeonatos de futebol. Todas estas bem reduzidas ao formato atual, ou seja, fornecimento de informações sem interatividade alguma.

     Pensando nas possibilidades e no futuro da TV Digital, percebemos que, ao adotarmos recursos de colaboração, passaremos realmente para uma nova era, onde será possível trocar experiências entre as emissoras e telespectadores e mesmo entre os telespectadores de várias maneiras.

     Podemos exemplificar a venda de um produto qualquer (eletrodoméstico, eletrônico etc.) através de uma TV interativa onde de acordo com o número de interessados o preço fique mais atrativo, ou seja, o Canal de TV de Ofertas anuncia que um aparelho de TV sairá com 40% de desconto, desde que 100 telespectadores fechem a compra. Com recursos de interatividade, seria possível (através de um sistema de computador) que os interessados fossem demonstrando seu interesse no produto e caso fosse atingido este número mínimo de 100 compradores a compra fosse finalizada.

     Existem outros recursos que seriam possíveis neste tipo de interação e colaboração como avisar outros interessados de maneira instantânea (através de recursos de integração com sistemas como MSN Messenger, Twitter, Facebook etc.), consultar a opinião de outros compradores deste mesmo produto (consultando sites como o Reclame Aqui ou mesmo fóruns de discussão).

     Enfim, analisando nosso cenário atual e o que vem por aí, é possível percebermos que – ao contrário do discurso de muitos – as redes sociais e a colaboração estão apenas iniciando suas jornadas. Aproveitando a relação com o assunto TV Digital no Brasil, eu digo que estamos apenas nos primeiros capítulos de muitos que estão por vir.

O IDG Now publicou uma matéria muito interessante a respeito da TV Digital Brasileira e o início das transmissões interativas. Acesse aqui: http://idgnow.uol.com.br/telecom/2009/12/21/tvs-adotam-cautela-as-vesperas-da-estreia-da-interatividade-na-tv-digital/

 

Grande Abraço,
Feliz Natal e
Um Excelente 2010!

Antonio Ricardo Gonçalves